Regimento Interno de Condomínio: sobre o que se trata?



Toda convivência harmônica e respeitosa precisa de limites para existir. Quando se trata de um condomínio, a escala desse relacionamento é ainda maior, necessitando de um registro consultável dessas regras. Portanto, agora é a hora de redigir ou reavaliar o Regimento Interno do seu condomínio.


Um bom regimento interno funciona como base tanto para os condôminos quanto para a administração. Isso inclui funcionários, administradores, síndico, moradores e visitantes. Afinal, uma casa sem regras é receita pronta para o caos, portanto cada um precisa ter acesso ao que pode ou não fazer dentro daquele ambiente coletivo.


O documento precisa ser pautado no Código Civil e aliado à Convenção de Condomínio para garantir a validade e coerência das cláusulas ali discorridas, cuidando especialmente da convivência entre funcionários e moradores. São indispensáveis informações sobre rotinas, restrições de acesso, horários, multas, direitos e deveres.



 


Convenção de Condomínio e Regimento Interno: qual a diferença?


A convenção existe como um documento obrigatório, onde são descritas as normas de funcionamento e estrutura de um condomínio. No caso do regimento, aplicam-se acordos de conduta, comportamento e convivência entre os moradores, colaboradores e administradores.



pessoa lendo documento de regimento interno do condomínio
Regimento Interno de Condomínio: sobre o que se trata?


Claro, a criação do regimento ou reavaliação do mesmo deve contar com a participação dos condôminos via assembleia. É de extrema importância que todos estejam cientes das mudanças, além de terem o direito de opinar sobre elas. A maioria decide e, por isso, é importante ressaltar sempre a importância dessas regras e as suas contribuições para a harmonia do condomínio.



E como organizar esse texto?

Não existe um formato oficial por lei para a criação dessa documentação, no entanto existem diversos modelos online disponíveis, incluindo este que o BRCondomínio disponibilizou para você:



01. Modelo de Regimento Interno
.pdf
Download PDF • 300KB


Porém, caso prefira redigir o seu regimento do zero, aqui vai uma sugestão de ordem e organização:


  1. Disposições Gerais com nome do condomínio, data da Assembleia de aprovação do documento, objetivos e partes envolvidas no uso e respeito ao regimento;

  2. Descrição dos direitos reservados aos condôminos, funcionários e administradores;

  3. Descrição dos deveres/obrigações;

  4. Indicação das proibições de atitudes e usos de espaços;

  5. Regras indicadas para cada espaço comum disponível (piscina, academia, salão de festas, etc.)

  6. Disposições finais com as medidas de resolução quando ao não cumprimento do regimento;

  7. Data para início da validade do documento;

  8. Local e data de assinatura;

  9. Assinaturas de ao mesmo 2/3 dos moradores presentes.


Além dessa disposição das informações, indicamos o uso de capítulos e artigos, no intuito de garantir melhor visualização e consulta posterior deste documento.



 


Com o Regimento Interno, a manutenção da boa convivência pode ser mais facilmente assegurado e bem aproveitado. Afinal, nada melhor que morar em um ambiente mais harmônico, organizado e consciente.