top of page

Comunidade: Como administrar com participação

A administração participativa é uma filosofia que busca a participação das pessoas no processo de tomada de decisão da Organização. Quando aplicada às empresas, busca agregar os colaboradores para ajudar nas tomadas de decisões e resolução de problemas. Medidas como essa contribuem para a satisfação e a motivação no trabalho, gerando uma melhoria considerável no desempenho e efetividade de tarefas.


Um condomínio com qualidade de vida com certeza tem uma boa convivência entre os moradores e busca sempre ouvi-los em relação a melhorias. O síndico sempre deve buscar solucionar problemas e encontrar formas de elevar a experiência e vivência de todos, mas isso não impede que a comunidade também haja em prol de seu ambiente.


Em uma gestão condominial, no entanto, a administração não pode e nem deve deixar tudo a cargo dos moradores por mais que sua opinião seja importante. O ideal é conciliar o trabalho da administração sem deixar de ouvir as necessidades do condomínio, por mais que a questão não seja urgente, deve ser levada em consideração.





Como aplicar uma administração participativa no condomínio?


Incentivar a colaboração de condôminos e síndicos é um passo importante para se criar uma comunidade ativa e que se preocupa com o ambiente em que se está inserida. Para que sugestões e ações adequadas à realidade da administração ocorram, é necessário que todos tenham conhecimento do Regimento Interno e da Convenção de condomínio. Garantir que esse tipo de documento está ao alcance de todos é uma excelente forma de começar.


A comunicação é chave para que a administração participativa funcione efetivamente. Também é importante criar canais de comunicação entre condôminos e síndicos, como fóruns de discussão, reuniões ou painéis de opinião. Estes canais permitem que todos possam expressar suas opiniões e contribuir com ideias para a melhoria do condomínio. Além disso, é necessário que todos os envolvidos estejam cientes das responsabilidades e atribuições de cada parte. Assim, a administração participativa pode ser aplicada de forma eficaz e os condôminos podem contribuir para que o condomínio seja um lugar melhor para todos.


É essencial incentivar a realização de reuniões regulares onde são discutidas as ações a serem tomadas e também ouvir sugestões de condôminos. As Assembleias fazem a diferença e vão além de prestação de contas, podendo servir de importante ferramenta para ouvir as principais questões levantadas pelos moradores e entender as preocupações mais urgentes do síndico.


Se necessário, criar comissões para melhorias ou reformas menores como manutenção de jardins e criação de hortas do condomínio, aplicar a coleta seletiva e incentivos à reciclagem. Isso contribui para a cultura de comunidade e valoriza a esfera condominial, sendo dever do síndico analisar a melhor maneira de incluir a comunidade nas decisões e medidas a serem tomadas.


Outra forma de integrar a comunidade é ressaltar a importância de entidades como SABs, que podem fazer a diferença dentro e fora de um condomínio.


As Sociedades dos Amigos do Bairro (SABs) existem ao redor do Brasil e são entidades autônomas que buscam representar uma área geográfica de uma determinada cidade. Essa iniciativa tem grande valor, pois reúne espontaneamente os cidadãos com o objetivo de melhorar a qualidade de vida e exercer uma função que contribui para o desenvolvimento de sua moradia.





As SABs também promovem encontros e eventos para que os moradores possam se conhecer melhor, discutir questões da comunidade e buscar soluções para melhorias e melhoria da qualidade de vida. É importante que os moradores procurem informações sobre o funcionamento da SAB de sua região, pois ela pode ser uma importante ferramenta para o desenvolvimento de sua vizinhança. Assim, é possível aproveitar os benefícios da iniciativa e contribuir para tornar o bairro mais seguro e saudável para todos.


Algumas ações podem ser feitas pelo próprio condomínio, como permitir que os moradores divulguem a Sociedade, fazer um acordo para trazer palestras com temas que englobam também o condomínio, campanhas de solidariedade onde os moradores arrecadam e participam. Projetos que ajudam a criar uma cultura de cuidado e dão a devida importância à moradia e seus arredores.


Vale lembrar que a função de síndico não deve ser substituída por decisões tomadas em conjunto, administrar o condomínio é entender que algumas ações não podem ser executadas, moradores muitas vezes são leigos e no pior dos casos podem até tentar realizar obras que comprometam a segurança de todos. Faz parte do cargo de síndico intervir nesses casos e ter noção do código civil para que nenhum plano seja executado indevidamente e fora da lei.


Por último, sabendo que a comunicação é essencial para que o projeto dê certo e para que a gestão de condomínios consiga efetuá-la de maneira eficaz, é necessária uma ferramenta capaz de solucionar os principais problemas da administração. Sem a adição se equipamentos e que pode ser utilizada pelos próprios moradores, funcionários e síndicos: só o BRCondomínio tem!


Vivencie uma gestão sem complicações, vem pro BRCondomínio!


Yorumlar


BRC2-logo-completo-branco.png

As melhores soluções para todos os gestores.

Nossas redes

  • Instagram
  • Facebook
  • X
  • LinkedIn
  • Youtube

© 2023 por BRCondomínio  |  Banco de Talentos  |  Política de Privacidade

bottom of page