Conexão: como instalar rede wifi no condomínio

É indiscutível a relevância que o acesso a internet tem em nossas vidas, e isso também se reflete dentro do ambiente condominial. Em um mundo onde academias, aeroportos e até alguns espaços abertos oferecem wifi, por que não oferecê-lo dentro do seu condomínio para maior bem-estar dos moradores?


Afinal, atualmente quase tudo se resolve por meio de smartphones com acesso à internet e oferecer esse acesso facilita muito a vida de todos, sobretudo em ambientes comuns onde se pode trabalhar: coworking, sala de estudos ou até no próprio saguão.


E como proporcionar essa facilidade? Aqui vão as dicas para que o wifi instalado em seu condomínio seja de qualidade e atenda a demanda com eficiência:



 


Instalação


Antes de mais nada é importante atenta-se ao fato de que há a necessidade de contratar a conexão à internet de banda larga direto de um provedor. Uma vez isso verificado, vamos a 3 etapas essenciais:


  1. Análise física: verificar possíveis interferências para a rede dentro do ambiente da instalação.

  2. Determinação de quantidade: avaliar quais tipos e número médio de dispositivos vão usufruir dessa conexão de forma simultânea

  3. Posicionamento: onde as antenas serão instaladas e qual a qualidade necessária.


 

Vantagens


Além do custo mais baixo de instalação e menos tempo despendido na mesma, dispensa todo o trabalho de passagem de cabos por paredes ou tubos. Assim, o investimento maior fica por conta de roteadores e tecnologias mais potentes, para assim não haver problemas de lentidão ou travas.



homem trabalhando no notebook com acesso wifi dentro do seu condomínio
Conexão: como instalar rede wifi no condomínio


Em que prestar atenção


Para evitar mais problemas que solução, existem pontos importantíssimos de atenção, como uma rede de qualidade, sem travamentos e lentidão e de fácil acesso aos condôminos. Por isso, deve-se atentar a:



1. Provedor


Ou seja, a empresa fornecedora da internet. A pesquisa aqui é fundamental, pois é ela que proverá não só a conexão e sua qualidade, mas também o suporte em caso de problemas técnicos. Portanto, avalie o custo-benefício e busque recomendações.



2. Velocidade


As velocidades necessárias para baixar vídeos e carregar documentos não são as mesmas, por isso deve-se levar em consideração as diversas necessidades que os seus moradores podem ter. Sendo assim, é importante se atentar a uma velocidade que comporte a demanda e entregue qualidade sem lentidão.



3. Roteador


Ao instalar esse distribuidores da rede, é essencial atentar-se a possíveis barreiras do ambiente (paredes, portas, etc.). Além disso, é importante pesquisar bem se o modelo instalado comporta a demanda necessária com qualidade para evitar dores de cabeça.



4. Segurança


Mecanismos de defesa são fundamentais para garantir a segurança da rede, principalmente se tratando de uma compartilhada em maior escala como em um condomínio. Portanto, são recomendadas configurações como firewalls de rede, endpoints e criptografia.


Outra forma mais simples de incrementar a segurança é periodicamente alterando a senha de acesso. Também é essencial lembrar que, de acordo com a LGPD, o acesso dos usuários de uma rede é de responsabilidade do estabelecimento que a está fornecendo, portanto, o condomínio.



 


E então, o que acha de um wifi facilitando a vida de todos? Para essa e outras matérias, siga acompanhando o nosso blog.